Comunidade brasileira nos EUA.

A realidade por trás dos fatos.

Havia um post sobre um trabalho de babysitter em um dos bazares de Boston, ainda no Brasil eu entrei em todas as comunidades brasileiras de Facebook que eu podia pois era o mais próximo de ter informação de como as coisas funcionavam e valores que eu podia ter. Quando cheguei nos Estados Unidos eu lia, fazia buscas lá, mas só nos primeiros meses, depois nunca mais fiquei vagando pelos post aleatórios. Essa vaga apareceu no meu feed, achei interessante e li, curti e segui a vida.

No dia seguinte acordei cedo para me preparar para ir trabalhar, peguei o celular, e me deparei com o tal post de novo, reapareceu no meu feed por conta de um comentário que um amigo que mora aqui, fez lá. O comentário que ele havia feito foi exatamente o meu pensamento depois de resolver ler todos os outros para entender o porque ele tinha comentado aquilo – eu não gasto minha energia lendo comentários, mas as vezes eles nos fazem refletir e entender ou não entender sobre as pessoas. Mas o post era bom, a vaga era uma oportunidade boa em diversos pontos de vista e não tinha um comentário se quer bom sobre a vaga divulgada lá, era só julgamento e apedrejamento.

Isso me lembrou o porque eu após alguns meses nunca mais perdi meu tempo vagando por essas comunidades brasileiras. Boston é um dos maiores estados com imigrantes brasileiros, talvez em segundo lugar seja New Jersey e terceiro Miami – Obviamente brasileiro tá em tudo quanto é lugar do mundo, todos os estados moram muitos brasileiros, tem comunidade brasileira na Califórnia, em New York, em grande quantidade e em outros talvez em uma quantidade menor. Quando você não conhece nada sobre se jogar no mundo mas resolve ainda sim se jogar, a seleção do destino fica entre você ter algum conhecido ou um lugar onde tenham mais brasileiros com o pensamento de que inicialmente a comunicação será mais fácil assim como oportunidade de trabalho, para que comece de algum lugar porque sempre bate o desespero de você não conseguir trabalho e não saber como se virar sem dinheiro. As comunidades brasileiras no Facebook servem pra isso, ajudar, dar informação, dicas de trabalho, trabalhar pra brasileiro que já esta aqui muito tempo, quem conhece qual, qual esquema de tal coisa, entre venda de produtos brasileiros, comidas que em estabelecimentos americanos não encontramos, dicas de advogados, informações imigratórias, outras coisas mais. Deveria ser um lugar incrível para se unir, fazer amizades, trocar figurinhas, experiências, mas…

Você chega no país e é alertado – “Só toma cuidado com brasileiro”, “evita trabalhar pra brasileiro”, “trabalhar pra brasileiro é só no começo mesmo, mas se puder não trabalhar”.

Gente, óbvio, vamos deixar bem claro que gente boa e gente ruim existe em todas as culturas e em todos os lugares do mundo, FATO! 

Mas eu nunca vi um lugar com tanta gente se julgando e se apedrejando e tanta coisa ruim sendo falada de depoimentos do que passaram em mão de brasileiro aqui, e lendo esses comentários eu fiquei indignada com tanta ignorância do ser humano em jogar palavras ao vento, críticas, de forma que aquilo não iria mudar nada para algo positivo, que era um tipo de trabalho que eles nem queriam trabalhar, que não sabiam como iam ser, e pior falar mal muito mal de uma outra cultura generalizando pessoas sem conhecer definido por raça, sem se olhar no espelho e ver o reflexo do próprio país de origem e enxergar a realidade.

Eu não sei como são os brasileiros em outros estados, mas em Boston, tem muita gente que está aqui há 20 anos, veio pelo México, mesmo os que vieram com visto, a maioria não tinha instrução, estudo, vinham visando dinheiro, e conseguiram, mas comeram o pão que o Diabo pisou, e hoje que eles tem tudo, querem fazer você que chega agora recente, que tem estudo, que fez uma escolha de vida se mudar, ter uma qualidade de vida melhor, e tem um outro tipo de cabeça e inteligência para lutar de uma forma diferente, para correr atrás de estudar, se aperfeiçoar, de crescer, e que trata todo mundo igual porque é assim que deveria ser, porque vem buscando uma troca de experiência, e uma vida melhor pra si, não necessariamente só por dinheiro, e com tudo isso talvez não passe por humilhações e sofrimentos, isso é um absurdo para eles, porque você precisa se humilhar como eles talvez um dia tiveram que fazer, ninguém aqui fica feliz por você, ninguém tenta te ajudar de verdade. 

Eu trabalhei pra um brasileiro e sai muito insatisfeita pois ele quis abusar da minha boa vontade e comprometimento com meu trabalho, me explorando cada vez mais pra me pagar muito pouco e ainda sim quando eu pedi pra sair, não quis me pagar, porque achou que eu não merecia receber por estar deixando ele sem funcionário – OI? Não pagou minha semana trabalhada, sem folga, com muito esforço que além do meu trabalho eu vivia tapando buraco dos outros, mas achou que não tinha que me pagar e falou isso muito autoritário. Típico de gente que quer crescer no seu próprio negócio, passando por cima dos outros e nada mais fácil do que passar por cima de brasileiro. Você acha que vão fazer isso com um americano? Não estando no seu próprio país? E você acha que algum americano vai aguentar humilhação? Aqui a lei funciona, mas brasileiro chega, não conhece nada, precisa trabalhar, ter alguma experiência na América do norte, então eles pensam – “vamos aproveitar, né?” Afinal todo mundo é obrigado a sofrer quando chega aqui, como se fosse o teste de sobrevivência imposto por eles.

É muito surreal, Boston por ter muita oportunidade de trabalho, pagar bem, a concentração de imigrantes acaba sendo muito maior, mesmo que seja só pra começar. Alguns ficam uma vida pelo dinheiro mesmo mas isso é tão ruim, pelo fato de você ver que pessoas podem ser humanos ainda piores mesmo com todas as oportunidades em um país de primeiro mundo onde todas as pessoas são educadas, se respeitam, e poderiam estar aprendendo querendo ser alguém melhor, preferem se fechar na “meiúca brazuca”, não evoluir e ainda pisar “na própria raça”

E PORQUE EU DIGO ISSO!

Porque o post era para trabalhar na casa de uma família indiana, e as pessoas sem conhecer meteram PAU só por serem indianos. MEU DEEEEUS, brasileiro vem pra América, humilha a “própria raça” e comenta: – “Essa raça não presta” (no caso, indianos), “indianos são sujos” “indianos gostam de EXPLORAR” – Queridos brasileiros, vocês fazem o que aqui com outros brasileiros se não explorar, sobre o que vocês estão falando mesmo?!

Eu gostaria de colocar o anúncio e alguns comentários aqui, mas o post saiu da página, infelizmente.

Mas dizia mais ou menos:

babyssiter, de 9 as 5 da tarde – seg à sex – Criança de 2 anos – família indiana – a mãe trabalha em casa e o pai fica o dia todo fora. Descrição do trabalho: Brincar, cuidar e passar o tempo com a criança que é super enérgica (normal para uma criança de 2 anos), manter a casa limpa e arrumada, fazer a laudry, as vezes será necessário levar a criança para algum lugar. Salário entre $520 à $600.

Os comentários além de julgar o caráter dos indianos e a “exploração”, foi do nível de falarem que o trabalho estaria sendo vigiado, que a mulher deveria ter colocado até câmeras na casa (suposições), que era exploração ganhar $600 dólares POR SEMANA, pra fazer tanta coisa assim, que isso não existia, que começaria limpando a casa e depois teria que fazer mais o que? (mais suposições), que estavam indignado, que a pessoa que postou aquilo deveria sentir vergonha de postar um anuncio desse, que parecia piada, e por ai abaixo.

Os indianos tem fama de ser sujos em suas casas MESMO, eu já fui na casa de dois indianos e realmente é bem suja, nem por isso eu tenho que criticar como o outro vive em sua própria casa ou dizer que estão explorando ou não tem caráter por conta disso. Tem muito brasileiro PORCO, muitos não são em casa, mas são em lugares públicos (diga-se de passagem o Brasil está do jeito que está não por conta de imigrantes, não é mesmo?)

O salário mínimo de Boston independente do trabalho que você irá fazer é de $11 dólares a hora, a família está querendo pagar (para começar, levando em conta que a pessoa não te conhece e não sabe se você é boa e até mesmo confiável) $15 dólares a hora. Para trabalhar 8 horas por dia como todos nós estamos acostumados de segunda a sexta o que nos Estados Unidos é bem difícil você ter finais de semana sempre livre e sem trabalho ganhando $600 por semana, e todo mundo que chega é pelo menos o que você irá receber, no mínimo $500 por semana, que é o salário base e você vive muuuuuito bem até com isso.

Se você precisa manter uma casa limpa e estará la todos os dias, eu imagino que terá dia que você nem terá o que fazer, certo?! Ninguém esfrega privada todo dia, passa pano e sei la mais o que. Reclamaram de ter que usar o proprio carro, que se a familia quisesse que teria que dar um carro, ou colocar no anúncio que pagaria a gasolina.

Pra onde essas pessoas acham que elas terão que levar uma criança de 2 anos? Por uma Road Trip?! Com a gasolina custando $2,69 (deu uma subidinha) O GALÃO, vocês reclama de que?

Enfim, eu poderia provavelmente escrever um livro sobre essas comunidades brasileiras. E é muito ruim ter que falar “não confie em brasileiros” ou “vá atrás de uma segunda opinião” etc.. Mas acaba sendo um pouco verdade.

Para concluir,

O trabalho comparando as opções que temos aqui, era sim uma grande oportunidade, o salário era bom para uma quantidade razoável de tarefas em um horário comercial que estamos acostumados, com fim de semana livre, cuidando de criança que é sempre uma delícia estar perto e tendo a oportunidade de treinar o inglês e quem sabe ser até mais reconhecido futuramente. Raça não julga caráter e eu acho que independente se for trabalho ou qualquer outra situação a gente jamais deve julgar nada sem viver aquilo e mesmo se fosse exploração e tudo mais era apenas não ficar no trabalho e buscar algo melhor. brasileiro é explorado por brasileiro o tempo todo aqui, e quer julgar indiano como mão de vaca sendo que o salário era maior que o salário mínimo para uma babyssiter de segunda a sexta.

Brasileiro quer deixar seus filhos em babysitter brasileira porque paga $30 dólares o diaaaa todo para pessoa ficar com seu filho, a acha que $15 a hora era exploração, (isso sim é piada). Essas babyssiters de filhos de brasileiro precisam encher a casa de criança pra conseguir um salário digno, pelo amor de Deus. Eu não sei em que mundo essa comunidade brasileira de Boston vive, mas é bem paralelo da realidade que eu ao menos, conheço. Aqui se tem tudo sim mas se trabalha muito também, seu padrão de vida vai do quanto você rala, o dinheiro não cai do céu, muita gente tem mais de um trabalho para ter o salário que almeja. Tem gente aqui há 50 anos e não fala nem o inglês direito e tá querendo mamar na vaca.

Talvez quem esteja no Brasil não tenha ideia dos tipos de trabalhos e horários que tem aqui, as vezes sem folga ou com uma única folga na semana, mas quem mora aqui sabe, e as pessoas deveriam ter vergonha de escreverem pro mundo ver, tantos absurdos e deixar outras pessoas saberem o quanto ignorantes são.

Mas sabe porque?! Ganância pelo dinheiro, pior coisa são esses brasileiros que chegam aqui e deixam esse lado cegarem e consumirem quem eles são ou poderiam ser, eles chegam e enxergam que podem ganhar mais e mais e mais, e ai querem acordar comendo pão com ovos sentados na janela todos os dias, criticando e achando que tem que receber Rios de dinheiro porque se não tudo é exploração mas não pagam isso, contratam brasileiros justamente pra não pagar a metade do que gostaria de receber. Quanta hipocrisia!

brazil_graphic.jpg

Infelizmente uma média de 80% são assim..

Mas graças a Deus nunca podemos generalizar, os 20% existem para equilibrar o mundo e manter alguma dignidade em “nossa raça”, e alguns deles são meus amigos aqui e fazem parte do ciclo de amizade que fiz questão de trocar energia, com gente que vale a pena trocar experiências e caminhar em prol de objetivos reais!

Queridos 80%, parem de viajar. Se você mantem a mesma opinião apenas não critiquem ou julgue outro ser humano de cultura alguma porque a nossa não esta nas melhores classificações,  apenas deixe pra trás o que não servem pra vocês e corram atrás do seus objetivos mesmo que seja a ganância pelo dinheiro e consumo de ter e ser o melhor de tudo, aquilo que nunca tiveram, mas sem falar mal dos coleguinhas e passar por cima dos outros, vocês podem. Todo mundo chega onde quiser, sem precisar de nada disso.

Se puder, sejam verdadeiramente mais unidos.

Bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s