Em Atlanta.

Road trip em 8 dias de viagem e 4 Estados/cidades 🇺🇸Chicago/Illinois – Indianápolis/Indiana – Nashville/Tennessee – Atlanta/Georgia.

🔅Leia aqui minha experiência de um único dia em Indianápolis em Indiana/EUA.

🔅 Leia aqui minha experiência de um único dia em Chicago.

🔅Leia aqui os meus 3 dias intensos e divertidos em Nashville no Tennessee.

Hello Atlanta, chegamos na nossa última parada.

2 dias em Atlanta, sem planos!

Seguindo viagem de Nashville até Atlanta, passamos por alguns caminhos lindos. Nesse caminho inclusive descobri um ponto turístico que parece ser incrível já quase entrando já Geórgia mas ainda fica no estado do Tennessee, que se chama “See Rock City” deem uma olhada no site e me digam se não parece ser incrível mesmo!

Eu queria muito ter ido até lá, o caminho inteiro fica te instigando a ir com 590 placas, mas não fomos porque achamos que ficaríamos com pouco tempo para conhecer Atlanta e que teríamos muitas coisas pra fazer por lá etc, e por fim, me arrependi de não ter isso nessa tal de rock city aí.

Quando chegamos em Atlanta no nosso hotel, fomos pesquisar algumas coisas para fazer, e as duas coisas mais famosas da cidade são o aquário que dizem ser o maior do mundo ou algo perto disso, e o museu da Coca Cola que eu estava super animada de conhecer o universo do vício chamado açúcar “hehehe”

Pelo horário dava pra gente ir no tal aquário famoso e então resolvemos ir.

Ué, mas uma vegana em um aquário?

Eu me tornei vegana tem 6 meses, e em breve farei um post falando um pouco sobre essa escolha! No entanto, eu sempre me via fazendo muitas reflexões e julgando até o meu próprio consumo em relação à alimentação etc o que veio de forma natural na minha vida e após isso eu resolvi testar umas coisas, realmente ler, estudar um pouco sobre as causas efeitos etc e então de uma forma resumida, resolvi opar pelo caminho do veganismo como uma escolha nova de vida, um caminho diferente por milhões de motivos, pelo principal que o caminho anterior não estava mais fazendo sentido na minha vida.

No entanto me tornei vegana na parte da minha alimentação, e hoje, 6 meses depois, ainda estudando, lendo e aprendendo todo dia, tenho expandido minha consciência quanto ao veganismo e mudado outras formas de consumo em outras áreas da minha vida. Fazendo do veganismo um estilo de vida real como a filosofia propõe e à qual eu encontrei sentindo na minha forma de enxergar o mundo a na minha existência na terra. Ninguém muda da água pro vinho do dia para noite, né?

Eu nunca fui de frequentar locais como zoológico e aquário etc, o primeiro aquário que eu fui na minha vida, foi o de Boston logo quando vim morar nos Estados Unidos. E eu ainda não era vegana, mas já me apertava o coração.

Hoje, com um pouco mais de conhecimento do assunto, mas ainda tão pouco diante de tanta coisa que tenho que aprender e compreender melhor, eu resolvi ir nesse aquário principalmente pelo fato de falarem ser o maior do mundo, e eu precisava estar lá para reavaliar minhas escolhas, para entender no meu coração qual era o sentido de tudo aquilo, o que lá tinha de diferente dos outros aquários, de certa forma observar o comportamento do ser humano em um lugar como esse. E eu digo que foi muito bom eu ter ido, porque me trouxe reflexões e perguntas que eu jamais havia me feito antes, senti vontade de chorar algumas vezes quando me pegava pensando “isso não faz sentido” – E muitas vezes as perguntas que nos fazemos são mais importantes do que as respostas que queremos.

Em uma questão totalmente pessoal de escolha minha com o veganismo, valeu a pena ter ido e ter a certeza de que eu não preciso estar em um lugar assim, nunca mais.

Eu observei o quanto as pessoas vivem suas vidas de forma inconsciente, existem. Existir e viver, tem diferença!

É muito óbvio que grande parte das pessoas frequentam essas lugares porque acham os animais incríveis, lindos, e se dizem amar os animais. Amor não dói, amor não mata, é a mesma coisa para um relacionamento humano onde se diz existir amor e machucar.

É tão insconsciente que ninguém vai para um aquário observar animais pensando “que delícia, quero comer um desse hoje”. Mas saem dali e inconscientemente pedem um peixinho para almoçar. Isso durante muito tempo me fez refletir e quando entendi quem não fazia sentido, e que a visão do amor estava distorcida, então eu mudei.

Abaixo a foto de onde fica a abertura do aquário que se diz tão grande. De verdade se eu não fosse vegana eu teria ficado decepcionada da mesma forma.

Abaixo o aquário principal, a única coisa que tem real no aquário, vamos dizer que não é bonito? Não, porque os animais estão presos, pra sempre, até morrerem. Mas eles não deixam de ser lindos e incríveis nadando juntos, por horas e horas e horas, com um lindo fundo azul, parecem que dançam. Eu fiquei um longo tempo olhando sem conseguir pensar muito, até então analisar as pessoas tão admiradas sem acharem que tinha algo errado. O quanto esses animais dançariam no azul de um mar livre?!


Pra gente mudar, a gente precisa ver, sentir, conhecer, e entender. Pra mim foi expandir minhas reflexões e afirmar as minhas escolhas, porque todos nós devemos saber porque escolhemos um caminho e não outro.


Eu sei que será difícil esse tipo de atração acabar enquanto a maioria não entender o porque pessoas se tornam veganas, o quanto isso está errado. Mas eu espero que quando vocês forem para um lugar como esse, reflitam suas escolhas, o porque estão ali? Se estão por esses animais, por amor e tudo mais, porque então escolhem acabar com a vida deles, destruir a vida e os mares. Repensem.

O maior aquário do mundo que não é tão maior assim. Não muda nada.

Foi o suficiente para eu enxergar o meu caminho e as minhas escolhas com mais clareza.

Abaixo, no mundo do açúcar, temos a Coca Cola como a principal do mundo!

Que lugar cheio! Se preparem!

Eu achei super interessante ter ido, porque apesar se não ser a favor de nós entupir de açúcar, a Coca Cola não é só feita disso. Hoje a empresa tem vários outros rótulos incluindo zero açúcar e até água. Ainda que saibamos o quanto refrigerante nos faz mal e devemos evitar o máximo do consumo, não podemos ir contra de que a Coca Cola quando surgiu tomou o espaço da mesa de todas as famílias desde muitos anos atrás, todos nós temos memórias com a Coca Cola, e meu principal motivo de querer ter ido conhecer esse lugar, é justamente pelo conceito de imagem que eles criam e todo o marketing que era por trás do nome, e que com certeza faz a Coca Cola ser quem ela é hoje!

Eu sempre lembro do caminhão enorme da Coca Cola passando tarde da noite no Natal cheio de luzes e com uma musica natalina. Eu corria para fazer, isso tinha na cidade de vocês? Eu achava incrível!

Eles criam uma história com um link da vida de cada um de nós, e é tão real que ainda que você não consuma o produto, faz você se emocionar! Sem contar que os comerciais e aquelas imagens antigas de quando a Coca Cola estourou na televisão, é um máximo.

Essa estátua aí fica em frente ao museu, e é do criador da Coca Cola.

Dentro do museu, tem tour, vídeo, história, e algumas atrações para tirar fotos, escrever sua memória com a Coca Cola e expor para o mundo com todas as pessoas que passam por esse museu, tem um cinema em 3D que insinua te dar a fórmula secreta da coca, mas no final estão sempre romantizando essa história com nós mesmos e a nossa história de vida.

Eu gostei de ter ido, no final você passa por uma sala onde tem todos os refrigerantes, sucos e água que a coca é dona, pelo mundo. Dividido por países. Tem uns bem ruins. Meu preferido foi o do Peru mesmo. E ao final uma loja cheia de produtos da marca.

Logo ali perto, lembrando que a Coca Cola e o aquário ficam um do lado do outro, podendo ir a pé. Você também segue andando até esse parque famoso onde representa as olimpíadas que Atlanta recebeu.

O parque é bem bonitinho para passear e relaxar! Próximo dele tem a CNN que também possível visitar, e uma roda gigante para ver a vista da cidade.

Pelo parque… momento foto!

De verdade, daria para ter ficado um único dia em Atlanta e ter feio tudo! Nenhum outro passeio me chamou atenção. Não fiz CNN e também não quis fazer o tour do The walking dead, eu não sou fã, seria fazer por fazer.

Pesquisando eu descobri vários restaurantes veganos e vegetarianos e achei bem legal porque tinha muita opção mesmo.

Achei todas as pessoas bem legais e receptivas. Atlanta é oposto de Boston, e foi interessante conhecer por conta disso, o sotaque é diferente, o estilo e gosto da comida também, desde que eles têm maior parte da influência africana e muitos restaurantes são caribenhos, incluindo os restaurantes veganos, grande parte dos que eu encontrei eram em versões das comidas e temperos típicos do Caribe.

Não sei se é sempre assim, mas verão, se chove muito o tempo todo! Todo dia tem muita chuva de verão com muitos raios. Eram 3 da tarde e o tempo já fechava e caia aquela chuva!

A cidade é bonita mas achei bem entediante! Não tem nada pra fazer, não tem um lago ou algo gostoso pra se fazer além dessas atrações ou lugar para comer. Tem um restaurante que pensamos em ir e desistimos que é bem famoso por ser no topo de um prédio e girar enquanto você come e aprecia a vista – Sun Dial – esse é o nome com o link se alguém se interessar de ir.

Tiramos um dia inteiro para comer e ficar na piscina para descansar para a nossa volta.

Como toda experiência é válida, me agregou em muitos pontos pessoais. Mas não tenho pretensão de voltar lá.

Eu cheguei por Atlanta quando decidi morar nos Estados Unidos, e foi um momento muito gostoso de reflexão e memórias pegando o voo de Atlanta para Boston, no mesmo lugar onde estivemos para pegar nosso voo para NYC logo após passa pela imigração.

Atlanta foi então um momento de reflexão, lembrança, e resgate de alguns porquês. Também foi o aprendizado de uma cultura diferente dentro do país que eu escolhi viver e que é bem diferente de Boston, e uma prática pro meu inglês com um sotaque bem diferente.

Tudo sempre é válido!

♥️

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s